Audiência Pública Anual 2024 do IPSEMC referente ao exercício de 2023

Sob o tema “Conectando mentes previdenciárias, prevenindo o futuro”, o IPSEMC realizou na manhã do dia 10 de maio, no Teatro Santa Catarina, a Audiência Pública Anual 2024. O evento, que contou com lotação máxima, teve como objetivo informar aos participantes sobre as ações desenvolvidas e os resultados alcançados no exercício de 2023, incluindo o censo previdenciário, pesquisa de satisfação, questões de investimentos, pontualidade dos repasses previdenciários e o Certificado de Regularidade Previdenciária (CRP). Além disso, o evento ressaltou nosso empenho contínuo em atender aos rigorosos critérios do Pro Gestão, fundamentais para a renovação da certificação pela qual trabalhamos arduamente.

A Presidebte Léa Praxedes abriu a audiência, logo em seguida passou a palavra ao Diretor de Gestão Atuarial, Thiago Silveira, que usou uma linguagem clara e concisa para garantir que todos compreendessem integralmente o conteúdo proposto para esta prestação de contas por meio de audiência pública. As apresentações abordaram desde a prestação de contas do exercício de 2023, passando por uma análise detalhada do Relatório de Governança, resultados de Avaliação Atuarial até o Relatório de Investimentos. Teve também a participação do Contador do Ipsemc Roberto Júnior que apresentou o Balanço Financeiro referente ao Exercício 2023.

Agradecemos a todos que participaram da Audiência Pública Anual, cuja interação contribuiu para o sucesso do evento. A presença de cada um reforça a transparência e a eficácia que nossa comunidade espera de nós.

IPSEMC realiza com sucesso o IX Seminário Municipal de Previdência

Realizado também no dia 10 de maio, no Teatro Santa Catarina, o IX Seminário Municipal de Previdência abordou temas fundamentais da Educação Previdenciária e Financeira sob o mesmo tema: “Conectando mentes previdenciárias, prevenindo o futuro”.

Aberto pela Presidente Léa Praxedes, o Seminário discutiu as modalidades de benefícios previdenciários e os requisitos jurídicos pertinentes com a colaboração do Dr. Landsberg Famento, Assessor Jurídico do Ipsemc. Esta sessão foi marcada por uma interação intensa, com os participantes aproveitando a oportunidade para esclarecer dúvidas complexas. Em seguida, Dr. João Carlos Leão, Consultor da Grid Investimentos, conduziu um painel sobre Planejamento Financeiro, orientando os servidores sobre como melhor organizar suas finanças pessoais.

Antes do encerramento, um coffee-break proporcionou um momento de confraternização entre os participantes, e a cerimônia reconheceu os novos aposentados por seus serviços dedicados.

Agradecemos sinceramente a todos que responderam ao nosso chamado e participaram tanto da nossa Audiência Pública Anual quanto do IX Seminário Municipal de Previdência. Sua presença e interação são fundamentais para o sucesso de nossas atividades e são a verdadeira razão de nosso trabalho. Cada contribuição nos ajuda a fortalecer nossas práticas e garantir a transparência e eficácia que a comunidade espera de nós.

As discussões e as percepções geradas nestes encontros refletem nosso compromisso contínuo com a excelência na gestão previdenciária e demonstram o valor de estar em conformidade com os mais altos padrões de gestão e legalidade.

Conselheiros e servidores do Ipsemc participam de curso para obter Certificação Profissional exigida em Lei

Nos dias 25 e 26 de março de 2024, o Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais de Cabedelo (Ipsemc) realizou uma capacitação intensiva destinada aos membros de seus Conselhos Deliberativo e Fiscal, Comitê de Investimentos e outros setores. Este curso de certificação profissional é uma ação estratégica para cumprir as determinações legais vigentes, alinhando-se às exigências da Portaria MTP n° 1.467/2022 e da Lei n° 9.717/1998. Com foco em aprimorar a governança do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS) de Cabedelo-PB, o evento contou com a expertise do Prof. José Marcos da instituição de ensino NUI – Cursos, cuja contribuição foi fundamental para o sucesso da capacitação.

Esta iniciativa sublinha a importância da qualificação contínua dos profissionais envolvidos na gestão do RPPS, assegurando que dirigentes e membros dos conselhos atendam a critérios rigorosos de certificação, experiência e formação superior. Estas exigências garantem uma administração competente e transparente, fundamental para a sustentabilidade e excelência do sistema previdenciário municipal.

Agradecemos a todos os participantes por seu compromisso com a excelência e a profissionalização da gestão previdenciária, fundamentais para o desenvolvimento contínuo de nosso RPPS e para o bem-estar dos servidores municipais.

Alunos da FCM esclarecem dúvidas sobre dor crônica com idosos do Programa de Atividades Integrativas

Alunos do 5º período do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) conduziram uma roda de conversa focada em dor crônica com participação dos idosos inscritos no Programa de Atividades Integrativas, projeto desenvolvido pelo Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Cabedelo (Ipsemc), em parceria com o Centro de Convivência do Idoso (CCI).

A dor crônica, definida como uma dor persistente que dura por mais de três meses, representa um desafio significativo para os idosos, afetando sua saúde física, sua qualidade de vida, independência e bem-estar. Na atividade foram abordados do modo mais simples possível conceitos básicos sobre a dor crônica, suas causas, consequências e as melhores estratégias de manejo. O objetivo foi empoderar os participantes com conhecimento e recursos para enfrentar essa condição, promovendo uma vida mais saudável e ativa. A discussão ressaltou que, apesar dos desafios, a dor crônica pode ser gerenciada com sucesso através de uma abordagem integrada, envolvendo atividades físicas adaptadas, terapias complementares e suporte psicológico.

Este encontro é resultado do esforço contínuo da FCM em prestar também serviço comunitário aos cidadãos do município de Cabedelo, bem como do Ipsemc e CCI em promover seu Programa de Educação Previdenciária (PEP) e qualidade de vida para a terceira idade. Através de iniciativas como esta, reafirma-se a importância de criar espaços de diálogo e aprendizado que atendam às necessidades específicas dos idosos, reconhecendo-os como membros valiosos da comunidade.

Sobre o método da roda de conversa

Uma roda de conversa é um método de diálogo em grupo no qual os participantes se reúnem em círculo para discutir temas de interesse comum de maneira horizontal (inclusiva, em que todos têm direito a voz) e democrática. Esse formato promove a participação ativa de todos, permitindo a troca de experiências, conhecimentos e opiniões, facilitando o aprendizado coletivo e a construção de soluções colaborativas.

Iniciativa da FCM em colaboração com Ipsemc e CCI avalia risco de quedas em idosos

 

No último dia 15 de março de 2024, uma iniciativa exemplar foi realizada na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro de Monte Castelo, em Cabedelo, onde alunos do Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc e do Centro de Convivência do Idoso (CCI) participaram de uma atividade promovida por estudantes do 5º período de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) de Cabedelo. Esta atividade teve como foco a avaliação do risco de quedas e a escala de funcionalidade dos idosos, empregando uma abordagem tranquila e segura, puramente avaliativa.

A realização dessa atividade pelo Ipsemc e CCI, em colaboração com futuros profissionais da saúde destaca a importância de avaliar os riscos de quedas e a capacidade funcional dos idosos e aponta que deve haver uma maior atenção e compromisso com a promoção de um envelhecimento ativo e saudável. Ações como essas são essenciais para sensibilizar a comunidade sobre a necessidade de cuidados preventivos e adaptações no estilo de vida que podem significativamente melhorar a qualidade de vida dos nossos idosos, permitindo-lhes viver de maneira mais independente e segura.

Não é um tema muito debatido no dia a dia, mas a capacidade funcional do idoso, entendida como sua habilidade para realizar atividades cotidianas essenciais, é considerada o maior preditor de morbidade e mortalidade nesta população. Limitações funcionais estão diretamente relacionadas à deterioração da qualidade de vida e à necessidade de institucionalização. Conforme dados do Ministério da Saúde, mais da metade dos idosos relatam dificuldades de mobilidade, e cerca de 32% dos indivíduos com mais de 65 anos enfrentam obstáculos em atividades básicas do dia a dia, como vestir-se e realizar a higiene pessoal. As limitações aumentam com a idade e são mais prevalentes entre as mulheres. No entanto, é fundamental destacar que o declínio funcional na terceira idade não é uma inevitabilidade e pode ser gerenciado para permitir que muitos idosos mantenham sua independência.

Em suma, a iniciativa do Ipsemc e do CCI é um valioso lembrete de que, com a abordagem correta e o apoio necessário, o processo de envelhecimento pode ser vivido com dignidade e independência. Isso não apenas beneficia diretamente os idosos, mas também contribui para uma sociedade mais inclusiva e cuidadosa.

Ipsemc marca presença no 6º Congresso Brasileiro de Investimentos dos RPPS da Abipem

Entre os dias 6 e 8 de março, Florianópolis se tornou o centro das atenções para o setor previdenciário com a realização do 6º Congresso Brasileiro de Investimentos dos RPPS, organizado pela Associação Brasileira de Instituições de Previdência Estaduais e Municipais (Abipem). Este evento significativo destacou-se por sua contribuição ao desenvolvimento e à disseminação de conhecimento especializado em investimentos para Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS), bem como pelas oportunidades de debate sobre mudanças legislativas e trocas de experiências com destacados líderes e especialistas do setor.

O Instituto de Previdência Social dos Servidores Municipais (Ipsemc) foi representado pela sua presidente, Léa Praxedes, que também integra a Abipem, e membros do Comitê de Investimentos do instituto (COI), fato que reflete o compromisso do Ipsemc com a excelência na gestão previdenciária e a contínua busca por aprimoramento e inovação.

O Congresso contou com a presença de palestrantes renomados, oferecendo uma plataforma com interação direta com gestores de RPPS, membros dos Tribunais de Contas, e profissionais das áreas de contabilidade, atuária, direito, economia e investimentos. Temas como aquisição e custódia de títulos públicos, gestão de fundos de renda fixa e variável, dificuldades na implementação do consignado, aquisição direta de títulos privados, estratégias de diversificação de ativos e Pró Gestão e Certificação Profissional foram abordados, evidenciando a diversidade e a relevância do conhecimento compartilhado.

A palestra magna intitulada “ASPECTOS RELEVANTES DOS INVESTIMENTOS DOS RPPS” FOI UM MOMENTO foi um momento de destaque, ministrada por Daniel Maeda, Superintendente de Supervisão de Investidores Institucionais – CVM.

A presença do Ipsemc no Congresso reforça o compromisso com a qualidade dos serviços prestados aos seus segurados e se insere no contexto do Programa de Educação Previdenciária do Ipsemc, que prevê a continuidade de eventos de qualificação e treinamento em 2024. Este evento é um marco no calendário de iniciativas que visam ao fortalecimento e à sustentabilidade dos regimes de previdência municipal, em linha com os mais altos padrões de gestão e inovação.

As fotos oficiais do Congresso compartilhadas pela Abipem podem ser visualizadas no seguinte link: https://www.flickr.com/photos/abipemfotos.