Projeto Escola de Postura adora aulas online com alunos da atividade

A Escola de Postura também aderiu ao modelo de aulas online , por meio de aplicativos de reunião via internet e lives do Youtube, a fim de dar continuidade ao projeto que alcança as pessoas da terceira idade do Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI – Centro de Convivência do Idoso.

O projeto é desenvolvido desde 2015 no Ipsemc/CCI  e é especialmente dirigido para pessoas da terceira idade, fazendo parte do estágio supervisionado dos alunos do curso de Fisioterapia do Unipê. O projeto é coordenado pela prof.ª Rachel Cavalcanti Fonseca. Basicamente, na versão online, as aulas consistem em exercícios práticos com explicações passadas de forma alegre e objetiva aos alunos,  a fim de que os idosos tenham o máximo de compreensão e confiança no que estão praticando. Nesta versão online, o projeto busca no momento orientar os alunos para dar continuidade a exercícios que podem fazer em casa, além de questões de segurança, saúde, higiene e qualidade de vida.

Desde 2015, o Projeto Escola de Postura é promovido pelo Curso de Fisioterapia do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê em parceria com o Ipsemc/Centro de Convivência do Idoso – CCI.

 

Prof. Adriano Taurino desenvolve online atividade integrativa de violão

O prof. Adriano Taurino orienta a Atividade de Violão do Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI e desde julho pôs em prática um novo método de ensino para auxiliar seus alunos a desenvolver em casa as aulas de violão propostas, uma vez que no momento, por conta da pandemia do COVID-19, as aulas presenciais do Programa estão suspensas até autorização para aulas presenciais.

Como a música e o violão envolvem várias percepções do aluno, mas especialmente o tato e a audição, prof. Adriano optou por aulas individuais, já que no momento a atividade conta com 7 alunos matriculados. Segundo Adriano “o trabalhar individualmente cada aluno permite delinear melhor as aspectos a serem melhor trabalhados e que exigem mais atenção, a fim de obter o resultado sonoro esperado e em músicas que serão posteriormente trabalhadas em grupo, que é outra questão difícil, mas vários profissionais têm demonstrado na internet que é possível”, conclui o professor.  Assim. apesar da aula ser individual, as questões de ensino-aprendizagem básicas são as mesmas. Os alunos ensaiam a mesma música com o violão nas mãos e juntamente com o professor online em chamada de vídeo para dar as instruções necessárias. Todo material de ensaio é entregue ao aluno via internet. Não existe, neste método, contato físico.

Sobre as Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI

O Ipsemc desenvolve o Programa de Educação Previdenciária de forma geral com apoio da Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) e respectivas Secretarias, cujos servidores constituem seu principal público-alvo. Já o Programa de Atividades Integrativas é desenvolvido em parceria com a PMC por meio da Secretaria de Assistência Social, ao qual o CCI – Centro de Convivência do Idoso é diretamente vinculado.  Também são parceiras do Programa de Atividades Integrativas: • Secretarias de Educação, que designa e cede professores para diferentes atividades; • Secretaria de Saúde, que contribui designando profissionais de medicina, enfermagem, fisioterapia, entre outros para avaliar os alunos ou profissionais diversos para seminários sobre temas da área de saúde; e • Secretaria de Transporte – que cede transporte gratuito para viagens sempre que disponível.

Terapia em grupo desenvolvida de forma online e física

A psicóloga Ernúbia Rufino, professora da atividade de Terapia em Grupo Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc, de modo idêntico às atividades de artes, elaborou um método de ensino baseado em uma série de atividades para serem desenvolvidas em casa pelos alunos matriculados, isso em virtude ainda da suspensão das aulas presenciais  do Programa, ainda sem data de retorno pleno e presencial. “No momento, deve-se ter ainda toda cautela a fim de não expor os alunos que constituem grupo de risco da Terceira Idade, o mais vulnerável ao COVID-19”, relata Vanessa Lena, Coordenadora do CCI – Centro de Convivência do Idoso.

O método pedagógico aplicado é a seguinte:  professora Ernúbia elabora o material, orienta pela internet os alunos da atividade e envia a atividade proposta ao CCI para impressão, onde o material é rigorosamente higienizado, conforme as normas sanitárias da OMS (Organização Mundial da Saúde), até sua seleção e separação, etapa feita no Ipsemc pela prof.ª Vanessa Lena, com uso de máscaras, luvas e álcool em gel, o qual  é entregue na casa das alunas, que recebem o material higienizado para responder questionários e desenvolver múltiplas atividades de caráter educacional e terapêutico. Após as respostas, o material é recolhido pelo Ipsemc, repetindo todo processo de higienização, ou seja, em todas as etapas a higienização é constante.

A orientação da atividade é feita também de forma online com envio de vídeos e textos por aplicativos a fim de que as alunas entendam e desenvolvam a atividade proposta.  Os materiais são entregues à professora Ernúbia para avaliação e  discussão com as alunas da atividade, ficando arquivadas no CCI após finalização, para acompanhamento da atividade.

Sobre as Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI

O Ipsemc desenvolve o Programa de Educação Previdenciária de forma geral com apoio da Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) e respectivas Secretarias, cujos servidores constituem seu principal público-alvo. Já o Programa de Atividades Integrativas é desenvolvido em parceria com a PMC por meio da Secretaria de Assistência Social, ao qual o CCI – Centro de Convivência do Idoso é diretamente vinculado.  Também são parceiras do Programa de Atividades Integrativas: • Secretarias de Educação, que designa e cede professores para diferentes atividades; • Secretaria de Saúde, que contribui designando profissionais de medicina, enfermagem, fisioterapia, entre outros para avaliar os alunos ou profissionais diversos para seminários sobre temas da área de saúde; e • Secretaria de Transporte – que cede transporte gratuito para viagens sempre que disponível.

Atividades de Artes desenvolvidas de forma online e física

As professoras  Walquíria Araújo e Marinês Salviano, que orientam as atividades de artes do Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc, elaboraram e já estão desde julho pondo em prática uma série de atividades para serem desenvolvidas em casa pelos alunos de artes, uma vez que no momento, por conta da pandemia do COVID-19, as aulas presenciais do Programa estão suspensas até ulterior deliberação.

O método pedagógico aplicado é a seguinte: o material é rigorosamente higienizado, conforme as normas sanitárias da OMS (Organização Mundial da Saúde), desde a seleção e separação do material, etapa feita pelas professoras com uso de máscaras, luvas e álcool em gel, o qual  é entregue na casa das alunas, que recebem o material higienizado para montagem ou reconfecção conforme sua imaginação. Após a montagem, o objeto de arte já montado pelas alunas é recolhido pelo Ipsemc, repetindo todo processo de higienização, ou seja, em todas as etapas a higienização é constante.

A orientação da atividade é feita de forma online com envio de vídeos e textos por aplicativos a fim de que as alunas entendam e desenvolvam a atividade proposta. Os materiais ficam disponíveis para exposição no Centro de Convivência do Idoso (CCI), localizado no prédio-sede do Ipsemc.

Sobre as Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI

O Ipsemc desenvolve o Programa de Educação Previdenciária de forma geral com apoio da Prefeitura Municipal de Cabedelo (PMC) e respectivas Secretarias, cujos servidores constituem seu principal público-alvo. Já o Programa de Atividades Integrativas é desenvolvido em parceria com a PMC por meio da Secretaria de Assistência Social, ao qual o CCI – Centro de Convivência do Idoso é diretamente vinculado.  Também são parceiras do Programa de Atividades Integrativas: • Secretarias de Educação, que designa e cede professores para diferentes atividades; • Secretaria de Saúde, que contribui designando profissionais de medicina, enfermagem, fisioterapia, entre outros para avaliar os alunos ou profissionais diversos para seminários sobre temas da área de saúde; e • Secretaria de Transporte – que cede transporte gratuito para viagens sempre que disponível.

Festejos Juninos de 2020 – nos reunimos com mensagens e fotografias “típicas”

Este ano, por conta da pandemia do COVID-19, não foi possível realizar as atividades juninas que nos últimos anos foram desenvolvidas dentro do Programa de Atividades Integrativas do Ipsemc/CCI: os passeios recreativos, as visitas, as participações em eventos juninos de Cabedelo e João Pessoa, a tradicional celebração dos alunos do Programa, entre outras. Isso tudo para não colocar nenhum aluno em risco, uma vez que todos fazem parte do principal grupo de risco do COVID-19, que é o da Terceira Idade.

Assim, os alunos e servidores do CCI se reuniram de forma online, principalmente no grupo de WhatsApp do Programa de Atividades Integrativas. A ideia basicamente foi que cada aluno enviasse fotos do seu momento junino, isto é, fotos de como ele está vestido para o festejo junino, de eventos familiares que participou neste ou noutro ano etc.

“Foi muito divertido esse momento de interação. Não é como sonhamos ou esperamos, mas é uma forma de aquecer nossa memória e nossos corações e matar as saudades de nossas festinhas”,  Vanessa Lena, Coordenadora do CCI, falando sobre esta diferente forma de comemorar em grupo o festejo junino.

CCI e Ipsemc iniciam versão online das Atividades integrativas

Desde março, com o surto da pandemia do novo coronavírus e as medidas restritivas adotadas em todo país, o Programa de Atividades Integrativas desenvolvido pelo Ipsemc em parceria com o Centro de Convivência do Idoso (CCI) foi suspenso até nova deliberação do instituto, com o objetivo sobretudo de evitar riscos de vida e proteger a saúde dos idosos matriculados no Programa, uma vez que estão incluídos no principal grupo de risco.
Movidos por essa preocupação com a questão do isolamento social dos alunos, condição intensificada pela quarentena e lockdown adotados em todo estado da Paraíba, o Ipsemc e o CCI contataram os professores do Programa e discutiram um modo de não deixar os alunos parados e com mais comunicação e interação social. Assim, foi decidido de comum acordo a troca de mensagens e atividades por meios online.
“Ficou acertado que os professores elaborarão aulas e mensagens em vídeos a serem enviados por meios online (grupo de WhatsApp do CCI, Facebook ou e-mail) aos alunos do Programa. Assim, os alunos decidem cada um o melhor meio para o envio. Optamos por não realizar videoconferências porque os alunos possuem horários bem diferenciados no momento e eles decidirão cada um a melhor rotina para ver os vídeos e executar as atividades”, explica Vanessa Lena, Coordenadora do CCI.
Atualmente, durante a pandemia do novo coronavírus, mesmo levando em conta países onde o surto já foi amenizado, a principal forma de ensino encontrada é a Educação à Distância (EaD) ou online. Para o Programa, é uma experiência nova, em que se vai aprender a andar andando. Muitos professores de academias, artes, esportes, dentre outros também têm promovido suas aulas pela internet. Assim, com base nessas propostas e modelos adotou-se provisoriamente este modelo de aula no Programa de Atividades Integrativas, até que seja possível oferecer um ambiente estável e seguro para aulas presenciais com nossos alunos, que são todos da Terceira Idade.
Na foto, Vanessa Lena e Cristiane Felinto, responsável pelo atendimento do Ipsemc, organizando e sanitizando material para aulas online.